Sobre o Casa Caiada

Eu sou o samba
A voz do morro sou eu mesmo sim senhor

O Casa Caiada é um grupo de samba que representa uma nova geração do samba e de sambistas da região metropolitana de Campinas, com arranjos peculiares e um repertório diferenciado,  que inclui sambas de breque, sincopados e  sambas de própria autoria. Não foge à regra e cria sambas que reverenciam o nome de seus mestres, preservando a memória ao mesmo tempo em que cria sua própria identidade.

 

Eu fui criado
Berço de samba, em São Mateus
Reduto abençoado por Deus
Terra igual a essa não há
Lá o samba brota com naturalidade
No subúrbio ou na cidade

O grupo foi criado dentro do Escuta o Cheiro, uma pioneira roda de samba que acontece uma vez por mês em Campinas. Foi lá que, ao longo dos anos afinou-se o repertório e muita música boa surgiu, com direito a muitas participações mais do que especiais. Desde então vem compondo, interpretando e espalhando a alegria por onde passa

Ao longo dos anos, o Casa Caiada cresceu e foi reconhecido. Gravou dois CDs através do FICC (Fundo de Investimentos de Cultura de Campinas) e participou em dois projetos de ProAC, um em homenagem ao Vassourinha e outro interpretando apenas canções do Vadico.

 

 

É samba que eles querem
Eu tenho!
É samba que eles querem
Lá vai!
É samba que eles querem
Eu canto!

Além do trabalho constante de pesquisa e aprimoramento, o grupo apresenta-se com frequência nas principais casas de samba e música popular brasileira de Campinas, na Capital e nas cidades do interior do estado. Pela Capital Fluminense e em dezembro desembarcou com o seu samba em Angola em uma mini turnê de sete dias.

o grupo se tornou referência na região para acompanhar os grandes mestres do samba nacional, assim foi com; Neguinho da Beija Flor, Monarco, Toninho Geraes, Dudu Nobre, Almir Guineto, Wilson Moreira, a Diva Elza Soares, Leci Brandão, entre outros.

 

[cue id="139"]